Html code here! Replace this with any non empty raw html code and that's it.
Home Cidades Atendimento nas UPAs aumentou quase 80% – Agência Brasília

Atendimento nas UPAs aumentou quase 80% – Agência Brasília

- Advertisement -

imagem29-12-2020-19-12-35Nos dez primeiros meses do ano foram realizados 366.741 atendimentos médicos nas 6 UPAs do DF | Foto: Renato Alves / Agência Brasília

As seis unidades de pronto atendimento (UPAs) do Distrito Federal, administradas pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF), realizaram 366.741 atendimentos médicos de janeiro a outubro de 2020. Essa marca representa um aumento de 78% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 206 mil atendimentos.

Segundo o DataSUS, que reúne dados do Sistema Único de Saúde (SUS), 261.748 pacientes passaram pela classificação de riscos (triagem) das UPAs de Ceilândia, do Núcleo Bandeirante, do Recanto das Emas, de Samambaia, de São Sebastião e de Sobradinho, nos dez primeiros meses deste ano.

O aumento no número de atendimentos é consequência de investimentos recebidos, segundo a superintendente da Unidade de Atenção Pré-Hospitalar do Iges, Nadja Vieira. “Houve melhorias na estrutura física, nos recursos humanos, na organização dos fluxos de atendimento e na gestão dos insumos”, afirma.

Todas as UPAs do DF permaneceram em funcionamento mesmo durante o ápice da pandemia do coronavírus. “Continuamos atendendo a população para todas as doenças, inclusive na UPA do Núcleo Bandeirante, que foi a unidade de pronto atendimento com mais pacientes de Covid, com 42 leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) disponibilizados”, relembra.

Leia também

imagem29-12-2020-19-12-37

Iges-DF investe mais de R$ 3 milhões para melhorar atendimento

imagem29-12-2020-19-12-38

Lençóis, cobertores e aventais do Iges-DF com chip

imagem29-12-2020-19-12-39

Iges abre 14 vagas para residência multiprofissional

A UPA do Núcleo Bandeirante foi adaptada para receber pacientes com covid-19. Por isso, os atendimentos de outras enfermidades foram realizados em uma tenda ao lado da unidade de pronto atendimento.

Núcleo de Vigilância Epidemiológica

Reestruturado em 2020, o Núcleo de Vigilância Epidemiológica reúne informações de todas as UPAs do DF sobre doenças classificadas como de notificação compulsória. Meningite, dengue e Covid-19 são alguns exemplos.

“O principal ganho é o levantamento de indicadores por região, que ajudam a pensar políticas públicas. Ou seja, se descobrirmos uma maior incidência de determinada doença, somos capazes de desenvolver medidas específicas para aquela região”, detalha Nadja Vieira.

Espaços de ensino digital

As UPAs de Ceilândia, Samambaia e Sobradinho ganharam, em 2020, o Espaço de Ensino Digital, que abriga treinamentos diversos voltadas às equipes das unidades.

Essas salas também retransmitem aulas do Centro de Simulação Realística do Hospital Regional de Santa Maria, local que conta com um boneco simulador para capacitação em um cenário mais próximo da realidade.

Além disso, os espaços de ensino permitem integração com a plataforma de ensino EAD do Iges, que oferece diversos cursos on-line aos colaboradores.

*Com informações do Iges-DF

 

coronavírus Covid-19 Datasus Iges UPA

Fonte: www.agenciabrasilia.df.gov.br/2020/12/29/atendimento-nas-upas-aumentou-quase-80

- Advertisement -
- Advertisement -

Stay Connected

16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe

Must Read

- Advertisement -

Related News

- Advertisement -