terça-feira, agosto 3, 2021
HomeCidadesOs vencedores do Prêmio Boas Práticas em Ouvidoria – Agência Brasília

Os vencedores do Prêmio Boas Práticas em Ouvidoria – Agência Brasília

Os três vencedores foram anunciados em outubro, durante divulgação do Balanço Anual das Ouvidorias do GDF | Fotos: CGDF

Os três vencedores da 5ª edição do Prêmio Melhores Práticas em Ouvidoria 2020 – Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) e Departamento de Trânsito (Detran-DF) – receberam nesta terça-feira (15), às 15h, troféus e certificados por terem elaborado iniciativas para melhorar os serviços de ouvidoria no DF. A cerimônia restrita no gabinete da Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF) seguiu todos os protocolos de saúde sanitária contra Covid-19 .

O prêmio, organizado pela Ouvidoria-Geral do DF, unidade da Controladoria-Geral do DF, contribui para o fortalecimento do papel das ouvidorias e busca valorizar e incentivar a gestão e a prestação dos serviços de ouvidoria pública. “Queremos valorizar sempre as boas inciativas que tornam as ouvidorias do GDF melhores e, consequentemente, trazem qualidade para os serviços prestados”, ressalta o controlador-geral do DF, Paulo Martins.

Os três vencedores foram anunciados em outubro deste ano, durante a divulgação do Balanço Anual das Ouvidorias do Governo do Distrito Federal. O concurso conta com a participação das ouvidorias seccionais que compõem o Sistema de Gestão de Ouvidoria do Distrito Federal (Sigo-DF).

“Essa é uma forma de reconhecer aqueles que buscam inovação ou melhoria de processos e ainda permite que as iniciativas implantadas em um órgão sirvam de modelo para que outros utilizem, fomentando a troca de experiências em busca de uma prestação de serviço de qualidade para o cidadão do Distrito Federal”, conta o ouvidor-geral do DF, José dos Reis de Oliveira.

Na Hora com o cidadão

Para melhorar o serviço de ouvidoria das unidades do Na Hora, a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) garantiu o acesso a dois canais de ouvidoria nas sete unidades: telefone para contato pelo 162 e link direto nos computadores de autoatendimento para o Sistema Informatizado de Ouvidoria do Distrito Federal (OUV-DF).

Anteriormente, as manifestações eram feitas de forma manual, em formulários impressos. Dessa maneira, nem sempre o sigilo das informações era respeitado, não era possível identificar o responsável pelo acolhimento da manifestação e não havia a garantia de que todas as manifestações eram entregues.

“Os servidores passaram por treinamentos a fim de garantir a transparência da informação e a agilidade de resposta para aqueles que solicitem informações”Mayara Noronha Rocha, secretaria de Desenvolvimento Social

De acordo com a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, com o projeto “Na Hora com o cidadão”, garantindo e facilitando os acessos corretos à Ouvidoria, os problemas de sigilo foram solucionados e os prazos de resposta passaram a ser cumpridos. “A ouvidoria é um importante canal entre a Administração Pública e o cidadão que deve ser divulgado e utilizado pela sociedade a fim de melhorar os serviços públicos. Com o projeto implementado, pudemos disponibilizar efetivamente o telefone 162 e o sistema OUV-DF dentro das unidades do Na Hora”, relata Marcela.

Carta de serviços informatizada

O Detran-DF transformou a Carta de Serviços, que antes era totalmente manual, em um sistema informatizado. Desta forma, além garantir que todos os serviços oferecidos pelo órgão estejam no documento, a automatização permitiu a atualização em tempo real do conteúdo para o usuário.

Leia também

imagem15-12-2020-23-12-38

Comunicação do GDF recebe prêmio

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

DF é avaliado como ótimo em ranking internacional de transparência

Foto: Lúcio Bernardo Jr. / Agência Brasília

André Clemente: ‘O oxigênio da máquina pública são os servidores’

O novo formato é dividido em dez grandes áreas de atuação, totalizando 82 serviços oferecidos. O sistema informatizado permite que os servidores de cada área responsável, cadastrados e treinados para acesso ao sistema, efetuem alterações em tempo real. A automatização foi também uma oportunidade de revisão da Carta de Serviços – tanto dos conteúdos existentes, que sofrem constantes mudanças, quanto da análise e do aprimoramento dos serviços prestados para o cidadão.

Resolução de demandas com mais rapidez

A Sedes conseguiu reduzir os prazos internos para a resolução das demandas recebidas pelo Sistema OUV-DF de 20 para 10 dias. A resposta enviada passa por controle de qualidade, minimizando problemas relacionados a atrasos no envio da resposta ao cidadão. Com mais celeridade, foi possível também melhorar os serviços prestados, aumentando o número de demandas resolvidas.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, a partir de abril deste ano foi determinado que todo o trabalho da pasta seria voltado para o cidadão. “Os servidores passaram por treinamentos a fim de garantir a transparência da informação e a agilidade de resposta para aqueles que solicitem informações”, explica.

O cumprimento dos prazos levou à melhoria no índice de resolutividade das demandas – de 27% para 40% –, avaliação feita pelo próprio cidadão que utiliza o serviço.

* Com informações da Controladoria-Geral do DF

Boas Práticas em Ouvidoria CGDF desenvolvimento social Detran-DF GDF gestão Na Hora OUV-DF ouvidoria Sedes Sejus serviço público serviços Sigo-DF

Fonte: www.agenciabrasilia.df.gov.br/2020/12/15/os-vencedores-do-premio-boas-praticas-em-ouvidoria

RELATED ARTICLES
- Advertisment -
Google search engine

Most Popular