Html code here! Replace this with any non empty raw html code and that's it.
Home Notícias Paralisia de Bell: o evento adverso de 4 voluntários da Pfizer —...

Paralisia de Bell: o evento adverso de 4 voluntários da Pfizer — Conexão Política

- Advertisement -

Conforme noticiou o Conexão Política nesta quarta-feira (9), quatro voluntários que foram submetidos à vacina da Pfizer/BioNTech contra covid-19 desenvolveram uma condição rara conhecida como paralisia de Bell, que é um tipo de imobilidade temporária de parte do rosto.

Os dados estão relatados nos estudos de fase 3 da vacina que foram encaminhados à FDA (Food and Drug Administration), agência reguladora dos Estados Unidos.

“Esses casos ocorreram aos 3, 9, 37 e 48 dias após a vacinação. Um caso (início em 3 dias após a vacinação) foi relatado como resolvido com sequelas dentro de três dias após o início, e os outros três foram relatados como continuando ou resolvendo a partir do corte de dados de 14 de novembro de 2020 com durações contínuas de 10, 15, e 21 dias, respectivamente”, diz o relatório da FDA.

Além disso, a frequência constatada dos casos de paralisia de Bell “é consistente com a taxa de fundo esperada na população em geral”.

Cerca de 21.823 pessoas receberam a vacina nesta etapa dos testes e outros 21.828 tomaram placebo.

Por isso, segundo a agência norte-americana, “não há uma base clara sobre a qual concluir uma relação causal [entra vacina e a condição] neste momento, mas “recomendará vigilância para casos de paralisia de Bell com a implantação da vacina em populações maiores”.

O que é 

A paralisia de Bell, também conhecida como paralisia facial periférica aguda de causa desconhecida, pode ocorrer em qualquer idade. A causa exata é desconhecida.

Acredita-se que seja o resultado de um inchaço e inflamação do nervo que controla os músculos de um lado do rosto. Ou pode ser uma reação que ocorre após uma infecção viral.

Na maioria das pessoas, a paralisia de Bell é temporária. Os sintomas geralmente começam a melhorar em algumas semanas, com recuperação completa em cerca de seis meses.

Um pequeno número de pessoas continua a ter alguns sintomas de paralisia de Bell pelo resto da vida. Raramente, a paralisia de Bell pode se repetir.

Sintomas

Os sinais e sintomas da paralisia de Bell surgem repentinamente e podem incluir:

1) Início rápido de fraqueza leve a paralisia total em um lado do rosto – ocorrendo dentro de horas a dias

2) Caída facial e dificuldade em fazer expressões faciais, como fechar os olhos ou sorrir

3) Babando

4) Dor ao redor da mandíbula ou dentro ou atrás da orelha no lado afetado

5) Maior sensibilidade ao som no lado afetado

6) Dor de cabeça

7) Uma perda de sabor

8) Mudanças na quantidade de lágrimas e saliva que você produz

Causas

Embora a razão exata da ocorrência da paralisia de Bell não seja clara, ela costuma estar relacionada a uma infecção viral. Os vírus que foram associados à paralisia de Bell incluem vírus que causam:

1) Herpes labial e herpes genital (herpes simplex)

2) Varicela e herpes zoster (herpes zoster)

3) Mononucleose infecciosa (Epstein-Barr)

4) Infecções por citomegalovírus

5) Doenças respiratórias (adenovírus)

6) Sarampo alemão (rubéola)

7) Caxumba (vírus da caxumba)

8) Gripe (influenza B)

9) Doença de mão-pé-boca (coxsackievirus)

O nervo que controla os músculos faciais passa por um estreito corredor ósseo a caminho do rosto. 

Na paralisia de Bell, esse nervo fica inflamado e inchado – geralmente relacionado a uma infecção viral. 

Além dos músculos faciais, o nervo afeta lágrimas, saliva, paladar e um pequeno osso no meio de sua orelha.

Fatores de risco

A paralisia de Bell ocorre com mais frequência em pessoas que:

1) Estão grávidas, principalmente durante o terceiro trimestre, ou que estão na primeira semana após o parto

2) Tiver uma infecção respiratória superior, como gripe ou resfriado

3) Ter diabetes

Ataques recorrentes de paralisia de Bell são raros. Mas, em alguns desses casos, há uma história familiar de ataques recorrentes – sugerindo uma possível predisposição genética para a paralisia de Bell.

Complicações

Um caso leve de paralisia de Bell normalmente desaparece em um mês. A recuperação de um caso mais grave envolvendo paralisia total varia. As complicações podem incluir:

1) Danos irreversíveis ao nervo facial.

2) Novo crescimento anormal das fibras nervosas. Isso pode resultar na contração involuntária de certos músculos quando você tenta mover outros (sincinesia) – por exemplo, quando você sorri, o olho do lado afetado pode fechar.

3) Cegueira parcial ou completa dos olhos que não fecha devido a secura excessiva e arranhões da cobertura protetora transparente do olho (córnea).

Fonte: conexaopolitica.com.br/mundo/paralisia-de-bell-o-evento-adverso-de-4-voluntarios-da-pfizer/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=paralisia-de-bell-o-evento-adverso-de-4-voluntarios-da-pfizer

- Advertisement -
- Advertisement -

Stay Connected

16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe

Must Read

- Advertisement -

Related News

- Advertisement -