sábado, julho 31, 2021
HomeNotícias“Este é o grande caso; nosso país precisa de uma vitória!”, diz...

“Este é o grande caso; nosso país precisa de uma vitória!”, diz Trump sobre a ação judicial contra quatro estados aceita pela Suprema Corte dos EUA — Conexão Política

Na manhã de quarta-feira (9), o Presidente dos EUA, Donald Trump, manifestou seu apoio à ação judicial do procurador-geral do Texas, Ken Paxton, contra quatro estados americanos na batalha contra as alegadas fraudes eleitorais.

O Presidente americano disse que sua campanha planeja intervir para apoiar o processo.

“Estaremos INTERVINDO no caso do Texas (além de muitos outros estados). Este é o grande caso. Nosso país precisa de uma vitória!”, escreveu Trump no Twitter.

We will be INTERVENING in the Texas (plus many other states) case. This is the big one. Our Country needs a victory!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) December 9, 2020

Trump emitiu seu apoio ao estado do Texas e aos 10 estados se uniram em apoiando a seu processo contra quatro estados de batalha – Pensilvânia, Geórgia, Michigan e Wisconsin – que foram acusados ​​de fraude eleitoral que erroneamente teria dado a Joe Biden uma suposta vitória na eleição presidencial.

Conforme o Conexão Política informou anteriormente, o Texas entrou com uma ação judicial contra quatro estados do campo de batalha, levando-a diretamente à Suprema Corte dos EUA, dizendo que aqueles estados violaram a Cláusula Eleitoral.

“A eleição de 2020 sofreu irregularidades significativas e inconstitucionais”, diz a ação judicial.

Ao entrar com o processo, o procurador-geral do Texas, Ken Paxton, disse que os estados do campo de batalha Pensilvânia, Geórgia, Michigan e Wisconsin não seguiram as leis e os protocolos eleitorais adequados e, como resultado, privaram os eleitores do Texas e de outros estados.

“Essas eleições em outros estados onde a lei estadual não foi seguida afetam meus eleitores porque são eleições nacionais e, portanto, se houver algo fraudulento ou que afetem uma eleição e a lei estadual não for seguida conforme exigido pela Constituição, ela afetará nosso estado”, disse Paxton à “Fox & Friends” nesta quarta-feira (9). “Afeta todos os estados.”

“Não podemos voltar atrás e consertar, mas podemos dizer, OK, vamos transferir isso para a Corte e deixá-la decidir o resultado da eleição. Essa seria uma situação constitucional válida”, acrescentou Paxton.

O Texas argumenta que esses estados violaram a Cláusula Eleitoral da Constituição porque fizeram mudanças nas regras e procedimentos de votação por meio dos tribunais ou de ações executivas, mas não por meio das leis estaduais. Além disso, o Texas argumenta que havia diferenças nas regras e procedimentos de votação em diferentes condados dentro dos estados, violando a Cláusula de Proteção Igualitária da Constituição. O Texas também argumenta que houve “irregularidades na votação” nesses estados.

“Usando a pandemia covid-19 como justificativa, funcionários do governo nos estados réus da Geórgia, Michigan e Wisconsin, e na Comunidade da Pensilvânia (coletivamente,’Estado Réu’) usurparam a autoridade de seus legislativos e revisaram inconstitucionalmente os estatutos eleitorais de seu estado”, diz a reclamação de Paxton. “Eles realizaram essas revisões estatutárias por meio de decreto executivo ou ações judiciais amigáveis, enfraquecendo assim a integridade do voto”.

O Texas está pedindo à Suprema Corte dos EUA que ordene aos estados que permitam que seus legislativos indiquem seus eleitores. A ação busca invalidar os 62 votos do Colégio Eleitoral daqueles quatro estados de campo de batalha e conceder a Trump um segundo mandato.

Fonte: conexaopolitica.com.br/mundo/eua/este-e-o-grande-caso-nosso-pais-precisa-de-uma-vitoria-diz-trump-sobre-a-acao-judicial-contra-quatro-estados-aceita-pela-suprema-corte-dos-eua/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=este-e-o-grande-caso-nosso-pais-precisa-de-uma-vitoria-diz-trump-sobre-a-acao-judicial-contra-quatro-estados-aceita-pela-suprema-corte-dos-eua

RELATED ARTICLES
- Advertisment -
Google search engine

Most Popular