quarta-feira, agosto 4, 2021
HomeNotíciasGrupo financiado por Zuckerberg é acusado de contribuir com irregularidades eleitorais em...

Grupo financiado por Zuckerberg é acusado de contribuir com irregularidades eleitorais em estados importantes, diz site — Conexão Política

2.500 cargos eleitorais teriam sido financiados por meio de um centro sem fins lucrativos que recebeu mais de US $ 400 milhões do CEO do Facebook, segundo a denúncia.

Um grupo que recebeu centenas de milhões de dólares de Mark Zuckerberg é acusado em julgamentos pós-eleitorais de contribuir para violações constitucionais em estados importantes, informa a The Epoch Times.

O ‘Center for Tech and Civic Life’, uma organização nacional sem fins lucrativos, forneceu fundos para milhares de cargos eleitorais em todo o país para a realização de eleições em meio à pandemia de covid-19.

Segundo o site, os fundos foram usados ​​para pagar funcionários eleitorais, montar urnas de votação e comprar equipamentos e suprimentos para votar pelo correio. Mais de US $ 6 milhões foram distribuídos para autoridades no condado de Fulton, na Geórgia, e cinco cidades de Wisconsin, de acordo com processos abertos este mês.

Os recursos foram enviados para facilitar as violações da lei estadual, alegam as denúncias.

‘Atividade ilegal’

Segundo a denúncia, o dinheiro teria sido encaminhado por meio de convênios para que os municípios realizassem eleições em contravenção à legislação estadual, apresentada pelo ‘Projeto Amizade’ (Friendship Project), da Fundação Thomas More.

Aceitar fundos de um grupo privado como o centro é proibido por leis estaduais e federais nos EUA, de acordo com as ações judiciais.

“Não há nada na lei estadual de Wisconsin que permita que cidades e condados recebam milhões de dólares de um ator incrivelmente rico, interessado e partidário (ou seja, Zuckerberg) para ‘ajudar’ essas cidades e condados a administrar o voto”, declarou o tribunal de Wisconsin.

Autoridades eleitorais de Wisconsin disseram na sexta-feira (27) que a apresentação estava repleta de “argumentos legais sem mérito”.

No processo da Geórgia, o ‘Projeto Amizade’ diz que fundos privados não-regulamentados do ‘Center for Tech and Civic Life’ foram usados ​​para pagar “coletores de votos, delegar e pagar ativistas políticos para administrar os votos e consolidar os centros na contagem no núcleo urbano, para facilitar o movimento de centenas de milhares de votos duvidosos em segredo, sem a observação bipartidária legalmente exigida”.

Zuckerberg e sua esposa, Priscilla Chan, comprometeram US $ 400 milhões para o ‘Center for Tech and Civic Life’. Zuckerberg e sua empresa emergiram como uma influência poderosa nas eleições de 2020, relatou o The Epoch Times.

“O dinheiro de Zuckerberg levou redutos democratas na Pensilvânia a tomar medidas para permitir que os eleitores fixassem as cédulas”, disse Phill Kline, do Projeto Amizade.

“As fortalezas democratas com dinheiro de Zuckerberg realmente sanaram as cédulas de ausentes que eram falhas”, disse o ex-Procurador-geral do Kansas.

O centro concordou em pagar US $ 10 milhões para ajudar a organizar as eleições gerais na cidade de Filadélfia.

Uma cláusula do acordo permitia ao centro reter parte ou solicitar a devolução de todos os fundos se certas condições não fossem atendidas.

“As pesquisas financiadas pelo centro foram em excesso no condado de Delaware, mas foram poucas nos 59 condados que Trump ganhou”, disse Kline.

Segundo Kline, eles também mostraram a consolidação dos locais de votação de uma forma que privou os redutos republicanos.

“Esse é um sistema eleitoral contínuo financiado por Zuckerberg, onde os democratas têm todas as oportunidades de votar, incluindo as oportunidades ilegais de votar. E nas áreas republicanas é mais difícil, porque fecharam as urnas pessoalmente e assim por diante. E é uma violação da Bush v. Gore, é uma violação da cláusula de proteção igual”, disse Kline.

Depois que esses processos foram abertos, o centro disse em um comunicado que não é partidário. “Estamos confiantes de que essas acusações frívolas são infundadas e esperamos continuar este programa de concessão crítica em tempos sem precedentes”, acrescentou.

Fonte: conexaopolitica.com.br/mundo/grupo-financiado-por-zuckerberg-e-acusado-de-contribuir-com-irregularidades-eleitorais-em-estados-importantes-diz-site/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=grupo-financiado-por-zuckerberg-e-acusado-de-contribuir-com-irregularidades-eleitorais-em-estados-importantes-diz-site

RELATED ARTICLES
- Advertisment -
Google search engine

Most Popular