Html code here! Replace this with any non empty raw html code and that's it.
Home Notícias Delegada diz que morte de Beto Freitas no Carrefour não foi racismo...

Delegada diz que morte de Beto Freitas no Carrefour não foi racismo – Conexão Política

- Advertisement -

A delegada responsável pela investigação do homicídio de João Alberto Silveira Freitas, um homem de 40 anos que foi espancado e morto na última quinta-feira (19) por seguranças de uma rede de supermercados do grupo Carrefour em Porto Alegre, afirmou à Folha de S. Paulo que o caso não se trata de racismo.

Roberta Bertoldo, da 2ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Porto Alegre, ainda não detalhou a linha de investigação, mas o inquérito que apura a motivação das agressões segue em andamento.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, lamentou o ocorrido, mas também disse que não enxerga que o episódio tenha sido provocado por racismo.

De acordo com a Polícia Civil, Freitas possuía antecedentes criminais por violência doméstica, lesão corporal e ameaça.

Declarações de autoridades

Com a repercussão do caso, diversas autoridades se pronunciaram sobre o assunto bem antes de existir qualquer posição oficial dos órgãos competentes.

Entre eles estão o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que lamentaram o caso e fizeram uma conexão da morte de João Alberto Silveira Freitas com o crime de racismo.

Por meio das redes sociais, Moro escreveu:

“20 de novembro,dia da Consciência Negra,e o destaque do noticiário é o espancamento e morte de João Alberto Silveira Freitas, em um supermercado. A violência racial não pode mais ser tolerada. Que os assassinos sejam punidos com rigor. Minha solidariedade aos familiares e amigos”.

Maia seguiu a mesma linha de raciocínio:

“Em nome da Câmara dos Deputados, envio meus sentimentos à família e aos amigos do João Alberto Silveira Freitas. A cultura do ódio e do racismo deve ser combatida na origem, e todo peso da lei deve ser usado para punir quem promove o ódio e o racismo”, disse o parlamentar.

Agora, com a recente declaração da delegada, a equipe do Conexão Política segue aguardando se Sergio Moro e Rodrigo Maia tomarão atitudes para remover as publicações ou se as mensagens seguirão veiculadas.

Até o fechamento desta matéria nenhum novo posicionamento havia sido feito. Caso ocorra, o espaço segue aberto para atualizações.

Fonte: conexaopolitica.com.br/ultimas/delegada-diz-que-morte-de-beto-freitas-no-carrefour-nao-foi-racismo/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=delegada-diz-que-morte-de-beto-freitas-no-carrefour-nao-foi-racismo

- Advertisement -
- Advertisement -

Stay Connected

16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe

Must Read

- Advertisement -

Related News

- Advertisement -