domingo, agosto 1, 2021
HomeCidadesComplexo Cultural Planaltina desvenda os bastidores teatrais – Agência Brasília

Complexo Cultural Planaltina desvenda os bastidores teatrais – Agência Brasília

Enquanto o mundo enfrenta a pandemia da Covid-19, o Complexo Cultural de Planaltina (CCP) segue em intensa atividade. A frase é de efeito, mas reflete o tanto de atividades que o equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) tem mantido ao longo da interrupção das atividades presenciais, em março.

Nesta quarta (11/11) às 20h, é a vez de uma “live” dentro da iniciativa “Ocupação Virtual do Complexo Cultural pelo Coletivo Criadouros”, que conta com verba de R$ 60 mil e gera 24 empregos diretos, recurso obtido no edital do FAC Ocupação de 2019.

O ator Pedro Caroca, produtor e gestor cultural em Brasília, entrevistará o iluminador Marcelo Augusto Santana, do espetáculo “Cria”. A ideia é que Marcelo fale da iluminação como recurso dramatúrgico e elemento cenográfico.

Teatro de delicadezas

Marcelo Augusto, graduado em artes cênicas pela Universidade de Brasília (UnB), festeja a iniciativa porque acha “fundamental a disseminação dessas informações pelas redes sociais”. Acredita que é uma forma de as mídias sociais contribuírem na educação “sócio-político-cultural” do público. Sobre o fato de que a iniciativa acontece fora do Plano Piloto, ele acredita no papel do CCP em “descentralizar arte-cultura”. “Precisamos cada vez mais ocupar as periferias de Brasília e descobrir os movimentos culturais que lá existem”, arremata.

Até 15 de dezembro, outros quatro espetáculos serão apresentados em vídeo, sempre precedidos de uma conversa que dê visibilidade aos artistas e técnicos que produzem cultura. Serão quatro espetáculos: “Teatro para Bebês”, “O Violinista Mosca Morta”, “Sementes” e “Unalome”.

o artista sempre ocupou esse lugar de ter de se reinventar, abandonando zonas de conforto, não apenas parar criar, mas também para sobreviverPedro Caroca, produtor e gestor cultural em Brasília

Comunidade acompanha as lives

Na “live” de abertura do projeto, o público presente foi formado por moradores de Planaltina e artistas envolvidos no projeto, além de seguidores nas redes sociais do CCP e do Criadouros. O vídeo já foi visualizado 232 vezes – não é pouco para o momento de isolamento em que há “lives” para todos os gostos.

Segundo Caroca, a ideia dessas transmissões ao vivo surgiu quando o coletivo, diante da necessidade de adaptar o formato das apresentações para atender aos protocolos da pandemia, percebeu que essa era uma chance de levar ao público outras vozes que ajudam a montar um espetáculo, gente que normalmente fica invisível nos réditos.

A experiência, em que pese a saudade do contato “olho no olho” e da presença física do público na audiência – atributos das artes cênicas –, tem sido legal, diz Caroca: “o artista sempre ocupou esse lugar de ter de se reinventar, abandonando zonas de conforto, não apenas parar criar, mas também para sobreviver”.

CCP se prepara para reabrir

O CCP aproveita o momento para se preparar para um reencontro, ainda sem data marcada. Além da “Ocupação”, houve a aquisição de sinalização (placas e totem), a colocação de um painel de grafite com a inscrição “Planaltina: patrimônio, cultura e identidade de uma cidade centenária”, a finalização do edital de grafite do projeto “Planaltina Arte Urbana”, e da sequência do projeto “Feira Cultural de Planaltina”, fruto de termo de fomento que apoia um ciclo de transmissões com artistas de várias linguagens da cidade de Planaltina.

A live de hoje pode ser acompanhada no Instagram do CCP .

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Complexo Cultural de Planaltina Ocupação Virtual do Complexo Cultural pelo Coletivo Criadouros secretaria de cultura e economia criativa

Fonte: www.agenciabrasilia.df.gov.br/2020/11/11/complexo-cultural-planaltina-desvenda-os-bastidores-teatrais

RELATED ARTICLES
- Advertisment -
Google search engine

Most Popular